Revista Novo Perfil Policial

quarta-feira, 1 de julho de 2015


O sequestro, estupro e espancamento de duas mulheres paraibanas e um bebê, ocorrido no bairro dos Bancários, em João Pessoa, e que teve um desfecho em um canavial, no município de Goiana, Pernambuco, não foi um crime encomendado.

Segundo informações repassadas durante coletiva da Polícia Civil, no final da tarde desta terça-feira (30), as vítimas foram escolhidas de forma aleatória pela dupla de criminosos que, inicialmente, pretendia apenas roubar o veículo.

De acordo com a polícia, o acusado Ivan Vieira da Silva, 43 anos, é apontado como autor dos estupros e responsável pelo assassinato de uma das mulheres. Dono de extensa ficha criminal, ele já teria cumprido pena em Pernambuco, Bahia, na Paraíba e estava em liberdade condicional há oito meses.

Na abordagem às mulheres no bairro dos Bancários, Ivan teria impedido que as vítimas deixassem o veículo e dirigiu o carro até o município de Goiana-PE onde cometeu os crime, inclusive com o abandono do bebê de apenas 9 meses no canavial.

A delgada da Polícia Civil, Roberta Neiva, disse que a motivação do crime foi apenas a prática da maldade. “Não existe motivo para justificar a violência contra as vítimas, o motivo foi apenas a maldade”, disse Neiva.

Ainda segundo informações da polícia, o outro acusado, identificado como "Léo do Iraque, que conduzia a moto também foi capturado, mas segundo depoimentos, ele não acompanhou Ivan até o município de Goiana, sendo acusado apenas de auxiliar no roubo do veículo.

As investigações foram realizadas pela Polícia Civil da Paraíba de forma conjunta com a Polícia Civil de Pernambuco e contou com a participação de cerca de 30 policiais e três delegados que trabalharam diuturnamente. “Por se tratar de um crime monstruoso e que chocou toda a sociedade paraibana e brasileira, o empenho da nossa equipe de policiais foi integral para prender os acusados e assim darmos uma resposta a sociedade”, destacou o secretário de Segurança Cláudio Lima.

Caroline Teves, vítima que sobreviveu a tentativa de assassinato, segue internada em Pernambuco. Ela relatou todo o caso à polícia que, conforme informações fornecidas durante a coletiva, bateram com o depoimento dos dois acusados. O depoimento dela, ainda conforme a Polícia Civil, foi essencial para elucidar todo o caso.


ENTENDA


As mulheres foram sequestradas no dia 20, estupradas e encontradas em um canavial em Goiana, Pernambuco, no dia 21. Uma das vítimas, de 42 anos, morreu e outra, de 31 anos, ficou ferida e segue hospitalizada em Pernambuco.

O filho de uma delas, de nove meses, que também estava no carro, foi encontrado próximo ao local onde estavam as mulheres. Ele chegou a ser hospitalizado, mas foi liberado e passa bem.

Segundo a polícia de Pernambuco, a vítima foi obrigada a dirigir pela BR-101 de João Pessoa até Goiana, na Zona da Mata Norte de Pernambuco, onde entrou numa estrada de terra conhecida como Estrada do Aterro Sanitário, na Mata da Usina Santa Tereza. Lá os homens entraram em um canavial, tiraram as roupas da vítimas, as espancaram e as estupraram.

Os suspeitos tentaram ainda estrangular as mulheres utilizando tecidos, mas não conseguiram. Em seguida, atropelaram as duas com o carro da vítima, fugindo na sequência. Uma das mulheres não resistiu aos ferimentos e morreu. Os criminosos abandonaram o bebê na mata.

Ainda de acordo com a polícia de Pernambuco, por volta das 11h30 do domingo, trabalhadores rurais e vigilantes da usina encontraram as vítimas e a criança no local do crime e acionaram a polícia. A mulher que sobreviveu foi levada para o Hospital Miguel Arraes, em Paulista, no Grande Recife. Ela sofreu politraumatismo. Local onde o bebê foi encontrado, a menos de dez metros das mulheres. 

De acordo com o cabo Edson, uma das vítimas - a mulher que ficou ferida e que também é mãe do bebê - estava indo levar a amiga em casa. As duas moravam no mesmo bairro, onde aconteceu o sequestro.

“Ela explicou que quando chegou na casa da amiga, foi abordada por um carro e uma moto e um dos homens entrou no carro dela”, disse o policial. Ainda segundo ele, a vítima não tem certeza de quantos suspeitos estavam envolvidos no crime.



Revista Novo Perfil Online

Fonte: PBagora

terça-feira, 23 de junho de 2015

As polícia Militar e Civil, de Guarabira, prenderam o homem acusado de matar um casal com requintes de crueldade na manha desta terça-feira (23) no Conjunto Lucas Porpino, em Guarabira.

Paulo Roberto Rodrigues Santos, de 23 anos, conhecido como “Painha” utilizou uma faca peixeira e um machado pequeno utilizado para abater animais para esquartejar Severino Vieira da Silva, 58 anos e sua esposa, identificada apenas como Lia, que tiveram partes do corpo espalhados pela residência.

Painha já trabalhou como marchante e tinha habilidades com corte e segundo a polícia, é conhecido na região por vender e consumir entorpecentes.

Segundo nota divulgada pela Polícia Civil, ele teria agido e passado a noite toda bebendo com as vítimas para diminuir as suas chances de defesa.

A polícia acredita que a motivação para o crime tenha relação com a ação de repressão contra o tráfico de drogas na região: os traficantes estariam obrigando os moradores a “guardar” drogas em suas residências evitando a ação integrada das polícias.As vítimas tiveram cabeças decepadas. (Foto: Reprodução / PC)

Segundo depoimentos colhidos, o acusado expulsou o filho do casal de casa durante a madrugada e estava interessado em comprar drogas e queria dinheiro. Outra testemunha disse ter visto Painha saindo da casa das vítimas com mãos e braços sujos de sangue.A polícia apreendeu a faca utilizada pelo acusado. (Foto: Reprodução / PC)

A polícia não descarta a possibilidade de crime de latrocínio.

Após o crime, a Polícia Civil constatou um saque de R$ 500,00 por parte de uma das vítimas, Severino, e com o acusado foi apreendido cerca de R$ 300,00.

Mesmo com a prisão de Painha, a Polícia segue em diligências no sentido de identificar e prender possíveis comparsas que tenham atuado nesse crime. Uma arma utilizada no crime foi apreendida pela Polícia.
Revista Novo Perfil Online
Fonte: Nordeste1




O corpo de um casal foi encontrado esquartejado nesta terça-feira (23) dentro da própria residência, no Conjunto Lucas Porpino, em Guarabira. Severino Vieira da Silva, 58 anos e sua esposa, identificada apenas como Lia, tiveram cabeças e membros decepados.

Ele era aposentado, mas trabalhava como relojoeiro no centro da cidade.

Segundo os moradores, os dois sempre tiveram bom relacionamento no bairro e não tinha histórico de consumo de drogas, apenas bebidas alcoólicas que tomavam ocasionalmente em casa.

Da mulher, apenas a cabeça foi decepada, o restante do corpo ficou inteiro, as demais partes pertenciam a Severino, segundo a Polícia.

Familiares informaram que o homem havia recebido a aposentadoria nesta segunda (22) e Lia o benefício do Bolsa Família, a Polícia não sabe se isso pode ter relação com o crime. A polícia já tem um suspeito.

Revista Novo Perfil 

Fonte: Nordeste1

segunda-feira, 22 de junho de 2015



Na noite do ultimo sábado (20) duas mulheres e uma criança de nove meses de idade seguiam do Jardim Universitário para os Bancários em um veículo quando foram abordadas por dois elementos em uma moto que as obrigaram a segui-los.

988573_1449496262019538_4176947443436638075_nSegundo informações da polícia elas vinham de um evento junino da creche da criança e foram levadas pela BR 101 sentido Recife até um canavial próximo a fábrica da FIAT onde foram brutalmente violentadas, estupradas e amarradas pelos elementos.

Os elementos ainda passaram por cima das mesmas com o veículo, um gran siena prata, OSC 8545 e fugiram do local levando o veículo.

As vítimas só foram encontradas na manhã deste domingo (21) ainda com vida por um funcionário da usina e foram identificadas como sendo Glória da Silva e Carolina Felix Figueira. O filho de Carolina de nove meses foi encontrado nas proximidades onde ocorreu o sinistro, amarrado.
Glória da Silva não resistiu aos ferimentos e veio a óbito, já Carolina Felix foi socorrida por uma unidade do SAMU para o Hospital Miguel Arraes no Recife enquanto que o seu filho foi transferido para o Hospital Belarmino Correia em Goiana.

A Polícia de Pernambuco está em diligência para encontrar o veiculo das vítimas que foi levado pelos criminosos.


Revista Novo Perfil Online

Fonte ExpressoPB
O prefeito da cidade de São José da Lagoa Tapada, Evilásio Formiga Neto (DEM), de 28 anos, mais conhecido como “Neto de Coracy”, foi alvejado com um disparto de arma de fogo. O crime aconteceu por volta das 20h30 em plena praça pública do município de São José da Lagoa Tapada.

De acordo com informações de testemunhas, o gestor municipal estava com amigos na praça, no centro da cidade, quando um homem chegou ao local e efetuou um disparo de arma de fogo que atingiu o tórax de Neto de Coracy.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e socorreu a vítima para o Hospital Santa Terezinha (HST). A Polícia Militar está realizando diligências na tentativa de localizar e prender o acusado 




Revista Novo Perfil Online

Fonte: WSCOM

sexta-feira, 12 de junho de 2015

Droga estava escondida em saco de pipoca
Segundo informações de um agente penitenciário, a mulher teria ido visitar o companheiro junto com os filhos e, antes de entrar na unidade, entregou o saco de pipoca com a droga para uma das crianças.

A mulher de um detento do Presídio do Serrotão, em Campina Grande, foi detida, na manhã desta sexta-feira (12), tentando entrar na unidade com uma quantidade de droga escondida dentro de uma sacola de pipoca. 

Segundo informações de um agente penitenciário, a mulher teria ido visitar o companheiro junto com os filhos e, antes de entrar na unidade, entregou o saco de pipoca com a droga para uma das crianças. Ao perceberem um peso maior que o comum no pacote, os agentes decidiram fazer uma revista.

“Foi percebido que o saco estava com um peso além do normal e feita uma revista, onde foi encontrada uma quantidade de uma substância que se assemelha a cocaína. Ela foi detida em flagrante e encaminhada para uma delegacia”, disse o agente.


Revista Novo Perfil Online
Fonte: Portal Correio

quinta-feira, 11 de junho de 2015

O crime aconteceu no bairro do Barro Vermelho,
por volta das 6h.

Um homem foi assassinado a golpes de facão, na manhã desta quinta-feira (11) em Mari, na Mata Paraibana. Pixeta, como foi identificado, era acusado de tentativa de homicídio.

O crime aconteceu no bairro do Barro Vermelho, por volta das 6h.

Coincidentemente, Pixeta, segundo informações de populares, era acusado de tentativas de homicídio utilizando a mesma arma que foi assassinado.


Revista Novo Perfil Online
Fonte: Nordeste1
Foto: Nordeste1

terça-feira, 9 de junho de 2015

A mulher de 34 anos, que abandonou o filho de 7, dentro de um apartamento, no Leme, foi presa na madrugada desta terça, num bar. Ela será levada para um presídio femininoFoto: Fabio Gonçalves / Agência O Dia

Mulher foi localizada pelos policiais dentro de um bar e afirmou ter criado o filho para 'fazer as coisas sozinho'.

Rio - A mãe do menino de 7 anos, abandonado durante dois dias num apartamento da Rua Roberto Dias Lopes, no Leme, na Zona Sul, foi presa na madrugada desta terça-feira. A mulher, de 34 anos, foi localizada pelos policiais da 12ªDP (Copacabana) bebendo num bar, na Rua Prado Júnior, na companhia de dois homens. Ela não resistiu a prisão.

Segundo a delegada Izabela Santoni, a mãe vai responder por maus-tratos e abandono de incapaz e será encaminhada ainda nesta terça-feira para um presídio feminino. "Ela tem plena ciência do que aconteceu, falou, inclusive, que sabia que a polícia estava a procura dela. E que não vinha nenhum problema em deixar uma criança sozinha em casa", afirmou.

De acordo com a delegada, a mãe disse que achava normal e tinha educado o garoto "a se virar sozinho". "Ela falou que isso era uma rotina, que tinha acostumado ele a se virar sozinho. Ela não via menor problema neste tipo de conduta", diz.

No depoimento, a mulher negou que tenha desaparecido e afirmou ter deixado a criança dormindo ao sair de casa. Porém, confirmou que não foi a primeira vez que deixou o menino sozinho. "É um comportamento completamento anormal, que não condiz com a maioria das mães. Eu sou mãe também, é uma criança de 7 anos. Inclusive, ela relatou que quando ele tinha 4 anos de idade isso já aconteceu. A criança já pediu por socorro pois estava sozinha na residência e foi resgatado por policiais naquela ocasião", afirma a delegada.

O menino de 7 anos foi resgatado pelos bombeiros do 11º andar do prédio localizado na Rua Roberto Dias Lopes, no LemeFoto: Estefan Radovicz / Agência O Dia

A mulher, que tem outro filho de 17 anos, já tinha passagem pela polícia por abandono, furto de estrangeiros e uso de drogas.

Pai da criança deve chegar ao Rio na quinta-feira

A criança foi resgatada no final da noite de domingo pelos bombeiros e encaminhado para um abrigo em Del Castilho, na Zona Norte. O pai do menino, um holandês que trabalha no México, deve estar chegando ao Rio na quinta-feira para ver a criança.

Segundo o conselheiro tutelar Evânio de Paula, que encaminhou o garoto ao abrigo Central Taiguara, em Del Castilho, a avó da criança foi ao local no fim da tarde de segunda-feira e disse que queria ajudar o neto.

Para os policiais, o garoto contou que a mãe dele o orientou a não chamar a polícia enquanto estivesse sozinho. Uma vizinha, que pediu anonimato, descreveu a rotina da família. “Já a vi saindo com esse menino e deixando seus outros dois filhos em casa durante bastante tempo. Ela vive gritando, brigando e dando bronca na criança”, destacou.


Revista Novo Perfil Online
Fonte: Jornal O Dia



Túnel foi descoberto em Mangabeira
A Polícia Federal e a Secretaria de Administração Penitenciária da Paraíba descobriram na manhã desta terça-feira (9), um túnel de cerca de 100 metros de comprimento com sete de profundidade. O buraco saia de uma casa alugada por presos e tinha como destino o Presídio Silvio Porto, no bairro de Mangabeira, em João Pessoa. Quatro pessoas foram detidas, entre elas, um adolescente de 15 anos.

Segundo o delegado da Polícia Federal, Derly Brasileiro, há mais de um mês, as autoridades policiais receberam a informação sobre uma possível fuga em massa de presos do Sílvio Porto.

“Comunicamos o caso à Secretaria de Administração Penitenciária da Paraíba e conseguimos localizar de onde partia o buraco, depois que moradores desconfiaram da presença de pessoas estranha na área. O túnel já tem cerca de 7 sete metros de profundidade com 100 de comprimento. A escavação estava sendo feita debaixo de uma cama”, disse o delegado.

Brasileiro falou que foi solicitado um mandado de busca e apreensão à Justiça para ter acesso ao imóvel. “Depois que identificamos a casa – que foi alugada por uma organização criminosa formada por presos – a justiça expediu o mandado e fizemos o cumprimento. A residência corre o risco de desabar”, revelou.

O secretário de Administração Penitenciária do estado, Wagner Dorta, confirmou que uma mulher confessou que teria alugado o imóvel e seria a responsável pelo túnel. “Ela tentou livrar os comparsas do crime, mas todos estão envolvidos. Essa foi mais uma ação exitosa entre a inteligência da SEAP e da Polícia Federal”. A casa pertence a um advogado e foi alugado pelo valor de R$ 450 mensal. A mulher teria pago seis meses antecipado.

As pessoas que estavam dentro do imóvel foram levadas para a Superintendência da Polícia Federal, em Cabedelo, onde serão ouvidas.

Revista Novo Perfil Online
Fonte: Portal Correio

segunda-feira, 8 de junho de 2015

Suspeitos foram detidos e expostos nas ruas.
Policial foi morto durante assalto a posto de combustível no Sertão.

Três homens e dois adolescentes, suspeitos de envolvimento na morte de um policial militar durante um assalto a um posto de combustíveis na cidade de Patos, no Sertão, foram expostos pela Polícia Militar em um "desfile" em carro aberto após serem detidos no último sábado (6). As imagens foram feitas pela TV Paraíba e divulgadas nesta segunda-feira (8). (Veja vídeo acima).

Em nota, a assessoria da Polícia Militar negou que tenha ocorrido um 'desfile' com os suspeitos e informou que "os que estavam na parte de cima das viaturas eram maiores de idade e os menores estavam na parte de dentro, sem algemas. Além de mostrar transparência na ação para evitar possíveis denúncias de que eles teriam sofrido algum tipo de agressão neste trajeto".

Além disto, a nota diz que "os próprios policiais da região evitaram o linchamento dos acusados quando chegaram à delegacia, já que a população estava bastante exaltada com a morte do policial e queria a todo custo agredir os suspeitos".

A operação para prisão e apreensão dos suspeitos mobilizou mais de 80 policiais. Além dos cinco detidos, outros dois criminosos morreram em uma troca de tiros durante a ação, segundo a PM.

Os suspeitos foram presos após a análise das imagens do circuito interno de segurança do posto de combustível. Segundo a polícia, o primeiro dos detidos apontou onde estavam os outros que participaram do crime.

Na chegada à delegacia de Patos, a população se aglomerou e pediu o linchamento dos suspeitos.

Ainda de acordo com a Polícia Militar, o grupo detido suspeito de matar o policial militar é apontado como responsável por vários crimes na região de Patos.

Na operação, a polícia apreendeu duas espingardas, um revólver, munições, capuzes, documentos, as roupas usadas no assalto, celulares, droga e uma quantia em dinheiro não informada pela polícia.

O tenente-coronel Francisco Campos comentou que a ação foi uma resposta à população da cidade sertaneja. “Nós acreditamos que eles passarão um bom tempo fora de ação. Acredito que seja uma resposta para a sociedade, para a família, para os nossos companheiros do batalhão, para toda a população sertaneja que confia na Polícia Militar”, ressaltou.


Crime no sábado

O assalto ao posto de combustíveis em que o policial militar foi morto ocorreu na madrugada do sábado (6).

Os assaltantes renderam funcionários do estabelecimento e clientes e entraram em uma sala onde estava o dinheiro do posto. Durante o assalto, o policial militar, que trabalhava nas horas vagas como mototaxista, chegou ao local com outra pessoa em uma moto.

Os criminosos levaram o policial e o passageiro para a sala e continuaram a recolher o dinheiro do caixa. O PM reagiu e sacou uma arma. Um dos assaltantes, que portava uma espingarda, notou a reação e atirou contra o policial.

Por: Revista Novo Perfil Online
Fonte: G1




segunda-feira, 18 de maio de 2015


Neste domingo 17 de maio de 2015, um idoso conhecido por José Tonzinho, de aproximadamente 65 anos, caiu na escada do primeiro andar onde mora, na Rua que fica em frente ao Hospital de Belém.


Segundo informações de populares. Zé Tonzinho, estava bebendo há cerca de 11 dias e por volta das dez horas, os vizinho escutaram seus gritos de dor, quando entraram na casa constataram que o mesmo estava sozinho e que havia caído da escada imediatamente acionaram a SAMU. que compareceu ao local e fez os primeiros atendimentos.

Zé foi encaminhado  para João Pessoa com suspeita de traumatismo Craniano e de fratura no colo do Fêmur.

Por Henrique Filho